CURIOSIDADES 1

CURIOSIDADES 2

Irashaimase!

Com certeza você já ouviu essa saudação ao entrar em um restaurante japonês. Ela significa “seja bem-vindo”. Mas o cliente não precisa dizer nada em resposta. Basta um leve aceno com a cabeça.

Point dos restaurantes

Os restaurantes japoneses surgiram no século 18. A cidade com mais restaurantes no mundo era Edo, atual Tokyo, com nada menos que 6.665 estabelecimentos em 1804. Para cada 170 habitantes havia um restaurante na cidade.

Origem do sushi

O sushi foi criado quase que acidentalmente. No início era apenas uma forma de conservar o peixe, que era prensado com sal e fermentava por alguns dias antes de ser consumido. Somente nos últimos 100 anos o sushi deixou de ser um método de preservação do peixe e se transformou no prato que conquistou o Japão e o mundo.

BÁrbaros do sul

A influência estrangeira deu origem à culinária “nanban” (dos bárbaros do sul). Portugueses e espanhóis foram responsáveis pela introdução de frituras em óleo, doces, milho, batata doce, abóbora e pimenta na culinária japonesa, além de liberarem o consumo da carne bovina.

MissÔ diferente

Para produzir o missô (pasta de soja) no Brasil, os primeiros imigrantes japoneses não contavam com os principais ingredientes: soja, trigo e sal. Eles foram substituídos por milho, melaço de cana e glutamato monossódico, uma fórmula famosa até hoje, criada por Suekichi Nakaya.

Ovo cru

Alguns pratos típicos japoneses são degustados acompanhados de ovo cru. É o caso do sukiyaki. Cada pessoa que vai comer coloca um ovo cru em um chawan e bate. Depois mergulha carne e legumes grelhados nessa mistura antes de levá-los à boca.

CafÉ da manhÃ

O choshoku, café da manhã tradicional japonês, é uma refeição completa. Tem missoshiru, arroz, salmão grelhado, alga, picles e soja fermentada. Para beber, chá verde ou preto.

Nada de carne

O consumo de carne de aves, porco e boi foi abolido no Japão por nada menos que 1.197 anos, de 676 até 1873. Dentre os animais poupados do abate estava o galo, que era considerado um mensageiro dos deuses. As carnes de coelho e javali eram permitidas em raras situações. O peixe era a única carne liberada e seu consumo aumentou notoriamente.

Origem portuguesa

A palavra tempurá pode ter vindo do português tempero, ou têmpera, uma panela semelhante a uma chapa usada pelos portugueses. Na segunda metade do século 16, comerciantes e missionários portugueses aportaram no Japão levando os costumes ocidentais, entre eles o de fritar alimentos.

InvasÃo gaijin

No fim dos anos 70, os ocidentais começaram a freqüentar o bairro da Liberdade, em São Paulo, em busca das delícias da culinária nipônica. A preocupação com a saúde e uma alimentação saudável provoca uma mudança no estilo de vida da classe média. O peixe vira a grande atração e começam a surgir restaurantes japoneses em bairros como Bela Vista, Paraíso, Cerqueira César e Jardins.

Para que serve?

A princípio, pode-se pensar que se trata de um guardanapo. Mas … quente e úmida? A toalhinha (oshibori) que alguns restaurantes disponibilizam serve para limpar as mãos antes das refeições. No Japão, os clientes vão além, limpando o rosto e a testa. Depois de usá-la, nada de mantê-la no colo. Coloque-a sobre a mesa, sem dobrar.

Na medida

No Japão, nos kaitenszuhis - sushis servidos em balcão giratório - os clientes pedem diretamente ao sushiman o sushi que desejam. Ao preparar o bolinho de arroz, o sushiman olha para a boca do cliente e faz o sushi na medida para ser comido de uma vez só.

Elegante

Quer mostrar elegância e educação japonesas à mesa? Antes das refeições pronuncie “itadakimassu”, que significa “muito obrigado, vou me servir”. A expressão indica que você agradece pela oportunidade de saborear a refeição a todos que de certa forma a propiciaram: o pescador que pegou o peixe, o sushiman que o preparou e o garçom que está lhe servindo. Ao terminar, diga “gochisousama”, que é um elogio ao prato.

Somente seu

Os recipientes para shoyu, wasabi e outros temperos são individuais, portanto não devem ser compartilhados com outras pessoas. Também não coloque shoyu a ponto de transbordar nem deixe grãos de arroz no recipiente, afinal é apenas o peixe que deve ser molhado.

Segredo dos monges

Um dos itens básicos da culinária japonesa é o missô, a pasta de soja. No início, seu preparo era um segredo guardado a sete chaves pelos monges budistas e nobres. O missô somente passou a ser utilizado na culinária diária no período Nara (710 a 784), mas apenas por essas duas classes sociais. A popularização se deu bem depois, no período Muramachi (1392-1573), onde passou a fazer parte do cardápio nacional. Os japoneses fizeram missô em casa até o século 17, quando ele começou a ser industrializado.

Dia do sushi

O sushi é um prato tão querido no Japão que tem até data para ser reverenciado. Dia 1º de novembro é comemorado o Dia do Sushi, que faz parte do calendário gastronômico japonês.

Universo lÁmen

No Japão, há tantos tipos de lámen que eles ocupam corredores inteiros nos supermercados. Há restaurantes especializados em lámen e até um museu, o Shin Yokohama Ramen Museum, que fica na cidade de Yokohama.

Refrescante

Muita gente já foi ao restaurante japonês e ficou se perguntado o que seria aquela conserva de gengibre que acompanha os sushis. É o gari e sua função é refrescar o paladar. Assim, é possível distinguir com exatidão os sabores de cada tipo de sushi.

Pecado mortal

Por mais saborosa que a comida esteja, é pecado mortal chupar ou lamber os hashis. Do mesmo modo não se usa os palitinhos para apontar pessoas ou alimentos, gesticular com eles na mão ou espetar a comida.

Gohan?

O arroz chegou ao Japão em 2500 a. C. proveniente da China e Coréia. Antes disso, a dieta japonesa se baseava em caça, pesca e coleta. A palavra japonesa para arroz é gohan, que significa tanto o alimento quanto uma refeição.

Clube do bolinha

O preparo do sushi é uma atividade tipicamente masculina. O motivo é que a temperatura das mãos das mulheres, tidas como mais quentes que as dos homens, poderia alterar o sabor do peixe.

MinidicionÁrio gastronÔmico da culinÁria japonesa - A ~ Z

A

aburaage tofu frito
aji-no-tataki sashimi de peixe carapau picado
anago peixe congro, enguia marinha
anko pasta doce de feijão azuki
anmitsu sobremesa gelada, com frutas, à base de anko e gelatina de alga marinha
anpan pão recheado de pasta de feijão azuki
azuki feijão japonês, de cor vermelha

B

bancha tipo de chá verde japonês
barazushi sushi feito com arroz solto e servido em tigelas
battera waku forma para fazer sushi prensado
beef katsu prato preparado com filé mignon empanado sobre molho katsu e mostarda japonesa
benizuwaigani caranguejo gigante
bentô espécie de marmita japonesa
bifum macarrão fino feito de arroz

C

Califórnia também chamado de uramaki, é o sushi em que o nori é enrolado por dentro e o arroz fica do lado de fora, salpicado com gergelim
chawan tigela para arroz
chawanmushi espécie de pudim salgado, à base de ovos, acrescido de peixe, frango, legumes e cogumelos
chikin furai carne de frango à milanesa
chikin katsu filé frango à milanesa
chikuwa massa de peixe grelhado ou no vapor
chirashi prato à base de arroz, legumes e peixe frito ou frutos do mar
chirashizushi arroz na tigela coberto com fatias de peixe cru
choko cálice para servir saquê gelado
chosenzuke conserva apimentada tipo coreana

D

daikon-oroshi nabo ralado
dashi caldo à base de saquê, alga marinha e pó de peixe
denkigama panela elétrica
donburi tigela grande para colocar arroz ou massas
donburimono prato de arroz servido em donburi, geralmente acompanhado de carne ou peixe

E

ebi camarão
ebi furai camarão à milanesa
ebishinjo massa cozinha ou no vapor recheada de camarão, tofu e cenoura
ekiben bentô vendido nas estações de trem do Japão

F

furai pratos à milanesa
furikake ingredientes secos e moídos espalhado sobre o arroz
futomaki sushi enrolado com alga nori, mais grosso, com recheio variado e generoso

G

gari gengibre curtido no vinagre e açúcar
ginnan semente de Ginkgo Biloba
gohan arroz branco, típico japonês, cozido
gohanmono pratos preparados com arroz
gunkan maki bolinho de arroz enrolado em alga
gyoza massa fina de farinha recheada com carne moída e verduras, frita ou cozida a vapor
gyu katsu bife de carne bovina à milanesa

H

hakozushi sushi prensado servido em uma caixa de madeira, oshizushi
hangiri recipiente de madeira para preparar arroz de sushi
harumaki rolinho primavera; espécie de massa fina de farinha de trigo frita com recheio de carne e legumes
harumaki roll makimono de harumaki que inclui salmão, kani e cream cheese no recheio
harusame macarrão transparente feito de fécula de feijão chinês mung
hashi palitinhos usados para comer
hirame ankake refogado de linguado e legumes regados com caldo feito de saquê, shoyu e gengibre
hiyamugi espécie de macarrão delgado feito de farinha de trigo, servido gelado
hiyashi chûka semelhante ao lámen, é consumido frio no verão
hondashi tempero industrializado à base de bonito seco
hôrensô espinafre japonês
hosomaki sushi enrolado fino, com algas nori
hôchô faca usada no preparo de alimentos
hot filadélfia variação ocidental do sushi, que inclui salmão e cream cheese, e frito com uma massa semelhante à do tempurá
hot roll uma espécie de tempurá de sushi

I

ika lula
ika mentaiko prato preparado com lula e ovas de bacalhau apimentada
ikezukuri sashimi de peixe vivo, geralmente de carpa ou pargo

J

jûbako conjunto de caixas feitas de laca usadas para acondicionar e servir alimentos

K

kabocha abóbora
kaiseki ryôri banquete japonês, composto de um menu predeterminado
kaitenzushi sushi servido na esteira rolante
kaiware brotos comestíveis em forma de folha dupla
kaiware daikon broto de nabo
kajiki marlin
kaki furai ostra à milanesa
kama panela para cozinhar arroz
kamaboko massa de peixe cozida
kampyô tiras secas brancas de abóbora, que exalam um aroma adocicado
kani caranguejo
kanikama kamaboko aromatizado com extrato de caranguejo
kanten gelatina à base de algas marinhas
kappamaki sushi enrolado na alga nori com recheio de pepino
karashi mostarda japonesa amarela, usada para acompanhar pratos de oden
karê curry, ensopado de carne ou frango, batata, cenoura e cebola, servido com arroz
kashiwa-mochi bolinho de mochi doce com recheio de pasta de feijão azuki envolto em folha de carvalho
katsuobushi raspas de peixe bonito seco utilizadas para preparar o caldo dashi
kayu papa de arroz
kikurage tipo de cogumelo, geralmente seco
kinako farinha de soja torrada
kishimen tipo de udon de forma achatada
kobachi pequena tigela para servir entradas
kome arroz japonês
konbu alga marinha seca, usada no preparo do caldo dashi e alguns cozidos
konnyaku espécie de inhame. Dele se faz uma gelatina usada em vários pratos japoneses conhecida pelo mesmo nome

L

lámen macarrão ensopado japonês de origem chinesa

M

maguro atum
maguro ponzu prato feito de atum, delicadamente fatiado, regado ao molho de laranja, limão e shoyu
makisu esteira de bambu usada para enrolar alimentos
makizushi sushi enrolado geralmente em alga nori
manaita tábua de madeira para cortar alimentos
manju bolinho doce feito de arroz ou farinha de trigo, recheado com doce de feijão azuki
masu recipiente quadrado de madeira utilizado para se tomar saquê
masu anchova, da mesma família da truta
matcha chá verde em pó usado na cerimônia do chá ou para fazer doces
menchi katsu almôndega à milanesa
mirin ingrediente alcoólico feito de arroz, utilizado como tempero
missoyaki grelhados temperados na pasta de soja
missô pasta de soja fermentada
missoshiru sopa de pasta de soja
missonabe consiste em lagosta fresca e verduras cozidas em caldo de missô
mitsuba erva bastante utilizada na culinária oriental
mochi bolinho de arroz
mochigome arroz próprio para fazer mochi
momiji-oroshi nabo ralado com pimenta vermelha
moyashi broto de feijão nnabe panela

N

nabe panela
nabemono pratos preparados na panela sobre um fogareiro colocado na mesa
namagashi doce fresco
namazake saquê servido frio
nanten planta da família de nandina doméstica
narezushi sushi tradicional, em que o arroz e o peixe são fermentados sob pedra por um longo tempo
nattô soja fermentada
nigirimeshi onigiri; bolinho de arroz
nigirizushi espécie de sushi comprimido na mão, colocando sobre o arroz uma fatia de sashimi
niku carne bovina
nimono cozidos
nimono wan tigelas, com ou sem tampa, laqueadas ou de cerâmica, utilizadas para servir os pratos
nira cebolinha japonesa
nishime cozido de peixe e legumes com shoyu
nasubi nimono prato preparado com berinjelas japonesas fritas e cozidas em caldo doce
nori alga marinha seca, um dos ingredientes básicos no preparo de diversos pratos japoneses
norimaki sushi enrolado com alga nori
nuka farelo de soja usado para fazer conservas oochazuke arroz regado com chá verde

O

ochazuke arroz regado com chá verde
oden cozido de verduras, batata, cenoura, nabo, inhame, ovo, tofu, koninyaku e massa de peixe em caldo temperado com konbu, katsuobushi e shoyu
ofu espécie de pão desidratado, utilizado em sopas
okaka flocos de peixe seco
okaki biscoito salgado feito de farinha de arroz
okoshi flocos de arroz caramelizados
onigiri bolinhos de arroz com sal, podendo ser recheados com umeboshi, salmão, konbu
osechi-ryôri conjunto de pratos tradicionais servidos frios durante as festividades do ano-novo
oshiwaku forma para prensar sushi
oshizushi sushi prensado, hakozushi
ozôni sopa, cujo ingrediente principal é o moti, consumida no primeiro dia do ano para trazer proteção e prosperidade

P

ponzu molho à base de shoyu e limão. A ele acrescenta-se saquê, konbu, katsuobushi

R

rakugan biscoito doce feito de farinha de arroz
renkon raiz de lótus
roast tuna rosbife de atum com molho teriyaki
robata abreviação de robatayaki
robatayaki espetinhos de carne, peixe e legumes grelhados na brasa

S

sakana furai bolinho de peixe, preparado à moda japonesa
sakuramochi bolinho de mochi doce recheado com pasta de feijão azuki envolto em folha de cerejeira
sanma espécie de sardinha
saquê bebida fermentada de arroz
saquê mirin outro nome para mirin
sashimi fatias de peixe cru que são servidas acompanhadas de shoyu e pasta de raiz forte
sekihan arroz mochi e feijão azuki servidos em ocasiões festivas
shabu-shabu tipo de nabemono no qual são cozidos vários ingredientes como carne, tofu, legumes e verduras em um caldo temperado
shake salmão
shamoji espátula
shari arroz temperado para sushi
shichimi tempero apimentado composto de sete condimentos
shiitake cogumelo grande, de co marrom, cultivado em troncos de árvores
shimeji cogumelo pequeno que se desenvolve em cachos
shirataki macarrão feito de konnyaku utilizado no sukiyaki
shiromissô pasta de soja branca
shiruwan tigelas próprias para servir sopas como missoshiru
shiso folha perila, utilizada geralmente como acompanhamento de sashimi
shogayaki carnes grelhadas temperadas previamente com gengibre
shokki utensílios utilizados na cozinha
shooga gengibre
shoyu molho de soja
skin nigirizushi feito com pele de salmão frito
soba macarrão oriental feito de trigo sarraceno
soboro carne de peixe moída, temperada
somen macarrão de farinha de trigo, branco e bem fino. Come-se frio
sôshû bebida destilada oriental
sujoyu molho de vinagre e shoyu, geralmente utilizado em nabemono
sukiyaki cozido de carne, tofu, shirataki e verduras como acelga e cebolinha, no molho shoyu, saquê e açúcar
sumashijiru caldo, sopa
sunomono iguarias temperadas com vinagre e açúcar, geralmente ingredientes como verduras, algas, peixes ou frutos do mar
sushi arroz temperado com vinagre e açúcar, servido com algum acompanhamento
sushiman homem especializado na preparação de sushi

T

takenoko broto de bambu
takikomi gohan espécie de risoto, sendo o arroz temperado e cozido na panela juntamente com vários ingredientes como legumes, carnes e peixes
takuan nabo em conserva, adocicado e amarelado
tamagoyaki omelete
tarê molho adocicado, acompanha frangos e peixes
teishoku refeição do dia-a-dia, equivalente ao PF do Brasil
tekkamaki sushi enrolado fino com recheio de atum envolto em alga nori
temaki sushi em formato de cone, com arroz, alga e peixe cru fatiado
tempurá empanado de frutos do mar e vegetais em uma massa fina e crocante de farinha e ovos
teppan chapa para grelhados
teppan'yaki grelhados de carne, peixe, verduras ou legumes preparados na chapa de ferro
teriyaki molho geralmente utilizado em grelhados, preparado com shoyu, mirin, açúcar, etc.
teriyaki prato composto de frango ou peixe grelhado, coberto com molho adocicado de mesmo nome, teriyaki
tobiko ovas de peixe-voador
tofu queijo de soja
tokuri jarra para saquê
tonkatsu carne de porco à milanesa
toro parte nobre do atum
toro saba tataki prato preparado com a parte nobre da cavalinha, marinada e queimada
toso-setto conjunto de chaleira de cerâmica e copos em formato de cones para saquê
tsukemono picles
tsuma guarnição de verdiras em tiras finas, quem acompanham pratos como o sashimi

U

udon macarrão feito de farinha de trigo e água. Também é o nome do ensopado à base de macarrão grosso
umeboshi ameixa curtida no sal
unadon domburi de arroz com enguia grelhada
uramaki sushi enrolado de forma que a alga fique por dentro e o arroz por fora

W

wagashi doce japonês
wakame tipo de alga, normalmente encontrada à venda seca
waribashi hashi descartável de madeira
wasabi raiz forte

Y

yakimeshi espécie de risoto preparado na frigideira
yakimono grelhados
yakimonozara travessa para servir grelhados e sashimi
yakissoba variedade de macarrão que é frito com verduras e carnes e/ou frutos do mar
yakitori variedade de macarrão que é frito com verduras e carnes e/ou frutos do mar
yakizakana peixe grelhado
yanagiba faca para cortar peixe, principalmente fazer sashimi
yasai legumes
yatai quiosques onde se vende comida
yôkan barra doce de feijão azuki endurecida com kanten
yosenabe cozido de legumes, peixe, mariscos, frango, cogumelos, tofu, massa de peixe e udon
yunomi xícara para se beber chá verde

Z

zarusoba macarrão feito de trigo sarraceno, é consumido frio.

Sashimi

O sashimi é uma iguaria da culinária japonesa primariamente consistindo de peixes e frutos do mar frescos, em fatias finas e servidos apenas com molho de soja e wasabi. Alguns ingredientes do sashimi, como o polvo, são servidos cozidos, mas a maioria dos peixes, como o atum, são servidos crus. Sashimi menos comum mas não raro são os itens vegeterianos como yuba e carnes vermelhas cruas como carne bovina ou de baleia. O nome sashimi pode ter vindo da prática de grudar o rabo do peixe nas fatias, para que se soubesse qual peixe o indivíduo estava comendo.

O sashimi é quase sempre o primeiro prato em uma refeição formal japonesa. Muitas pessoas acreditam que o sashimi, tradicionalmente considerado o melhor prato da culinária japonesa, deveria ser saboreado antes de outros pratos, para que o paladar não seja afetado.

Sushi

O Japão retira do mar os principais alimentos que compõem a sua cozinha. Os peixes, as algas e frutos estão presentes em praticamente todos os pratos da culinária japonesa. As terras são montanhosas e são poucos os locais onde é possível desenvolver a agricultura. O arroz é uma cultura de alta produção em áreas pequenas.

O sushi é um alimento que tem origens remotas. Antigamente, no Japão, os peixes para serem transportados para outros lugares eram conservados no arroz cozido. Os japoneses sabiam que o arroz liberava o ácido acético e láctico que garantiria a qualidade por mais tempo. Assim, retirava-se a cabeça e as vísceras do peixe e o filé era conservado salgando-o e acondicionando-o entre camadas de arroz, onde o peixe fermentava naturalmente, adquirindo um sabor ácido. A técnica também era usada pelos pescadores que ficavam pescando em alto mar, criando-se assim o sushi prensado.

A técnica de conservação do peixe foi, aos poucos, transformando-se num prato, e o sabor ácido conseqüente da fermentação foi substituído por ácido acético e, mais tarde, pelo vinagre.

Finalmente, o peixe e o arroz com vinagre passaram a contar com o shoyu, enriquecendo ainda mais o seu sabor.
Por volta do século XIV, os japoneses, grandes apreciadores de arroz, passam a consumir não só o peixe como também o arroz, antes que este fermentasse. Surge assim o namanarizushi, que originou os tipos de sushi conhecidos na atualidade.

No período Edo (séculos XVII a XIX), o arroz passa a ser temperado com o vinagre e o peixe, devido à fartura de pescados e frutos do mar na baía de Tóquio, passa a ser consumido cru e fresco. Surgiu assim o hayazushi.

Preparado basicamente com arroz, peixes e frutos do mar, o sushi tornou-se moda em vários países do Ocidente, por seu sabor exótico e agradável e por ser reconhecido como uma das iguarias mais saudáveis do mundo.

fonte parcial: Wikipédia

Sukiyaki

O Sukiyaki (ou Sukiaki) é uma mistura de massas, carne de vaca finamente fatiada, ovo e vegetais fervidos num molho especial feito de caldo de peixe, molho de soja, açúcar e saquê.

Yakissoba

O Yakissoba (ou Yakisoba) é um macarrão tipo chinês refogado com legumes e carne bovina, num delicioso molho à base de caldo de frango e shoyu. Podendo ser também de frango, frutos do mar e vegetariano e neste caso utiliza-se caldo de legumes.

Gyoza

Gyoza (ou Guioza) são pastéis cozidos e depois grelhados à moda japonesa. São produzidos totalmente no próprio restaurante Sushi-Kiyo e sua receita clássica, com mais de cem anos de idade, foi passada de geração em geração através da família Nakane. O último chefe da família Nakane esteve no Brasil no final da década de 50, quando o Mestre Kiyomi Watanabe se tornou o primeiro discipulo deste grande chefe japonês, dando continuidade e longevidade à tradição familiar de difundir a cozinha clássica japonesa no Brasil.

TempurÁ

O tempurá é composto de camarões e legumes empanadas numa massa finíssima, leve e crocante. Para se ter um bom resultado deve se ter uma boa dose de habilidade na cozinha. A massa, antes de ser frita a uma temperatura de 180C, deve estar fria. Temos o Moriawase (tempurá com camarões e legumes empadados), o Ebiten (camarões empanados) e o Yassaiten (legumes empadados).

Yosenabe

Um clássico da gastronomia japonesa, esta caldeirada de peixes, camarões, frango, cogumelos, legumes e tofu são cozidas num suave molho à base de algas marinhas (kombu) e raspas de peixe bonito seco (katsuo bushi), servida com o clássico molho ponzu e momijioroshi. Este clássico da gastronomia japonesa simboliza a união entre os amigos, familiares e casais. Simbolicamente representados nesta caldeirada pela união dos quatros elementos. Terra - legumes, tofu e cogumelos. Água - camarões e peixes e Ar - frango e Fogo - pimenta que compõe o molho ponzu.

Tirinabe

Semelhante ao Yosenabe, numa versão mais light, preparado somente com peixe branco e bastante verduras, servido também com molho ponzu e momijioroshi.

Tepanyaki

O Tepanyaki é um grelhados de legumes, carnes, frangos, peixes e camarões, servido numa chapa de ferro bem quente. São pratos leves e de pouca gordura, ótima opção para que está preocupado com o peso. Normalmente guarnecidos com arroz e missoshiru. Este prato é de origem camponesa onde os lavradores comiam batata doce e legumes grelhados nos próprios instrumentos de trabalho como pás e enxadas sobre uma pequena fogueira.

Kabayaki

Este maravilhoso prato é considerado uma iguaria pelos japoneses e consumido em grande escala em todo o Japão durante o verão. Trata-se da enguia (unagui) assada no carvão com molho tarê conferindo-lhe um sabor ímpar. Torna-se uma das dez coisas que uma pessoa deveria comer antes de morrer, conforme cita Jeffrey Steingarten, crítico gastronômico da revista Vogue americana, autor do conhecido livro "O Homem que Comeu de Tudo".

Niguiri-Zushi

Tradicionalíssimo ma culinária japonesa. São bolinhos de arroz, temperados com vinagre, açúcar, sal, ajinomoto e alga, sobre os quais são colocados peixes e frutos do mar frescos.

Tirashi-Zushi

São fatias de peixes, ovas de peixes e frutos do mar frescos dispostos sobre o arroz de sushi, servidos em uma caixa de laca.

Temaki-Zushi

Numa folha de Nori (alga), espalha-se o arroz de sushi, coloca-se atum a gosto, salmão, camarão ou qualquer outro produto do sushi bar e, finalmente, enrolamos em forma de cone. Devem ser degustados imediatamente para não perder a sua textura crocante.

Unagui-Zushi

Enguia previamente cozida no vapor. A porção com oito pedaços é preparada no KATA (forma de madeira), no qual são dispostas uma camada de arroz de sushi e, sobre esta, uma camada de enguia e, em seguida, prensada e cortada. Depois de pronto, pincela-se a enguia com TARÊ (molho adocicado a base de mel e shoyu).

Tekka-Domburi

Pouco conhecido pelos brasileiros, esta é uma outra maneira de se degustar o sushi de aum. Sobre o arroz de sushi, dispõem-se tenras fatias de atum, que são servidas no DOMBURI (tigela de porcelana japonesa) e acompanhado de missoshiru.

Futomaki-Zushi

É uma espécie de rocambole. Sobre a folha de NORI (alga), espalha-se o arroz de sushi, recheia-se com SOBORO (peixe cozido, es migalhado e desidratado), tiras de omelete japonês, kampyô e espinafre japonês, enrola-se tudo e corta-se em pedaços.

Combinado Sushi-Sashimi

Criado para atender a sugestão de nossos clientes, o prato é uma combinação de três espécies de peixes, geralmente, atum, salmão e peixe branco fatiados, bolinhos de uramaki e sushis variados. Porções para duas ou mais pessoas.

Hossomaki-Zushi

É uma espécie de rocambole fino. Sobre a folha de NORI, espalha-se o arroz de sushi, recheia-se a gosto com pepino, atum, salmão, salmão-skin, NATTO (soja fermentada), kani-kama, negui-salmon, negui-maguro, ou qualquer produto do sushi bar, enrola-se e corta-se em pedaços.

Uramaki

Também conhecido por califórnia roll, os uramakis são rolinhos recheados com peixe cru, kani-kama, camarão, pepino e cortados em pedaços.

Batayaki

Legumes, cogumelos e fatias de filé mignon, frango ou salmão dispostas sobre uma panela de ferro untada com pouca manteiga e cozida no próprio vapor. Servido com o molho ponzu e momijioroshi.

Chawan-Mushi

Aperitivo bastante apreciado pelos japoneses. São pedaços de peixe branco, cogumelo e camarão, mergulhados em ovo temperado com Dashi (caldo à base de lascas de peixe seco e algas), cozidos no vapor por alguns minutos e servido em seguida.

Hiyayakko

Tofu frito, polvilhado com Katsuobushi (lascas de peixe seco), gengibre ralado e cebolinha.

Dobinmushi

É um suave caldo à base de algas com pedaço de peixe branco, cogumelo e WAKAME (espécie de alga). Pode ser tomado tanto antes como depois das refeições. Rico em vitaminas e proteínas, substitui o missoshiru.

Ohitashi

Espinafre japonês ou acelga cozidos e servidos com Katsuobushi.

Tororo Senguiri

Cará cortado em tiras, sobre o qual colocamos algas desidratadas e molho Ponzu

Sunomono

Aperitivo a base de frutos do mar, pepino e algas temperados com Sambaizu (molho à base de vinagre, de arroz, sake e shoyu).
- Especial: pepino, frutos do mar e Wakame (algas)
- Comum: pepino e Wakame

Sugaki

Salada de ostras com Momijioroshi, servido com molho Ponzu

Ague-Wantan

Pastéis recheados com lombo moído e repolho, levemente temperados com shoyu, gengibre e óleo de gergelim.

Teriyaki

Peixe grelhado com molho Tarê (caldo de peixe à base de shoyu e mel)

Yakizakana

Peixe grelhado com sal. Servido com nabo ralado.

Shumai

Massa fina recheada com lombo moído e cebolas picadas, cozidos no vapor. Servido com Karashi (mostarda japonesa).

Gyuniku-no-shogayaki

Finas fatias de filé-mignon, levemente fritas e, em seguida, temperadas com molho de gengibre e shoyu.

Tonkasu

Lombo à milanesa, servido com molho tonkatsu. Acompanha salada.

Gyukatsu

Filé-mignon à milanesa, servido com molho tonkatsu. Acompanha salada.

Cavaquinha

Servido com molho à base de maionese. São temperadas com sal, sake, ajinomoto, salsinha japonesa. Levemente saltiados.

Kani-No-Tsume Milanesa

Patinha de carangueijo à milanesa. Servido com molho tonkatsu. Acompanha salada.

Kani-No-Tsume Alho e Óleo

Patinha de carangueijo temperado com pouco sal, sake, ajinomoto e salsinha japonesa. Levemente saltiados. Acompanha salada.

Teppan-Yaki

Legumes e cogumelos na chpa que acompanham peixes, carnes ou camarões. (Anchova, salmão, frango, filé-mignon, camarão)

Shitake

Cogumelo shitake frito na chapa com pouca manteiga. Acompanha salada.

Shimeji

Cogumelo shimeji frito na chapa com pouca manteiga, Servido com molho ponzu. Acompanha salada.

Kakifurai

Ostras frescas à milanesa, servido com limão ou molho tonkatsu. Acompanha salada.

Yaki-tori

Suculentos espetos de frango grelhados com molho Tarê (caldo de frango temperado com shoyu e mel).

Udon

Macarrão japonês com caldo à base de Katsuobushi (lascas de peixe secos) e algas, temperado com shoyu e pouco sal. Há uma série de variações do udon que são conhecidos conforme os ingredientes acrescentados ao macarrão.

Su-Udon

Por se tratar da maneira mais fácil de se preparar o Udon, ela se torna mais leve e o gosto do Katsuobushi e das algas se tornam mais acentuados. Este tipo de Udon é servido com cebolinha picada.

Tanuki-Udon

Servido com casquinhas de massa de tempurá frito e cebolinha picada.

Kitsune-Udon

Prepara-se o Abura-Ague (tofu frito) a gosto de cada restaurante e cloca-se esta iguaria sobre o Udon com cebolinha picada.

Tsukimi-Udon

Dispõe-se o ovo cru sobre o macarrão quente, acrescenta-se a cebolinha picada e servidos imediatamente.

Tempura-Udon

Dispõe-se o tempura sobre o Udon com cebolinha picada.

Sake-Chá

Consiste num prato em que se põe arroz numa tigela e, em cima, se dispõe o salmão grelhado coberto de um caldo preparado à base de algas.